Análise de elementos da etno-história Tapayuna (Kajkhwakratxi-jê)

  • Daniela Batista de Lima Universidade de Brasília

Resumo

Os Tapayuna (Kajkhwakratxi-jê) pertencem à família linguística Jê, inserida no tronco Macro-Jê. Habitavam a região do rio Arinos no noroeste mato-grossense e foram transferidos, na época do contato, em 1971, para o Parque Indígena do Xingu. Neste período sofreram uma drástica redução populacional, consequência do processo de etnocídio ao qual foram submetidos. A experiência e percepção desse processo são analisadas no presente artigo a partir dos relatos de duas senhoras tapayuna que sobreviveram aos episódios trágicos que marcaram a história de contato dos Tapayuna com os brancos.

Palavras-chave: Tapayuna; etnocídio; contato com os brancos.

Biografia do Autor

Daniela Batista de Lima, Universidade de Brasília
Crsou mestrado em antropologia no PPGAS- Unb (2012). Atualmente cursa doutorado no mesmo departamento. Tem experiência na área de antropologia como assessora e consultora em organizações indígenas e socioambientais. Também atuou como coordenadora de planejamento, coordenadora de delimitação e análise e coordenadora geral substituta da Coordenação Geral de Identificação e Delimitação CGID/Funai em Brasília.
Publicado
2015-12-14