A construção de sentido e os Kaiowá

  • Adilson Crepalde

Resumo

A construção do sentido para os Kaiowá, ainda hoje, segue a lógica de uma maneira milenar de perceber e construir a realidade cuja premissa básica é o entrelaçamento do sobrenatural e do mundo terreal, e é por meio dessa lógica que explicam as transformações históricas, forjam, se apoderam e usam um arsenal de símbolos para darem sentido a seu devir. Neste momento histórico, utilizam componentes lingüísticos de três línguas e uma infinidade de elementos não-linguísticos, criando uma emaranhada teia sígnica, tecida no feixe das relações sociais no qual os valores, os desejos, os interesses, a disputa pelo poder são postos emação por meio de regras que caracterizam um modo de falar, uma prática discursiva. É nessa dinâmica que o termo tekoha, traduzido genericamente, na literatura sobre os Kaiowá, por terras tradicionais, foi forjado, usado, abandonado e reeditado; portanto é dentro dessa dinâmica que deve ser analisado.
Publicado
2014-11-20
Seção
Artigos