Vida de Sertanista: a trajetória de Francisco Meirelles

  • Carlos Augusto da Rocha Freire

Resumo

Este artigo tem por objetivo a realização de uma etnografia histórica das práticas e representações desenvolvidas por um sertanista responsável pelo trabalho de atração e pacificação de povos indígenas no âmbito da política indigenista brasileira. A análise das trajetórias e dos processos sociais que envolveram as disputas de sertanistas num campo indigenista se baseia na abordagem antropológica de histórias de vida, além de um extenso levantamento documental. Nossa intenção, ao centrar a análise na relação do sertanista Francisco Meirelles com o Estado nacional, é compreender a constituição dessa categoria ocupacional, sua identidade social, as excepcionalidades pessoais e as técnicas de poder identificadas à atividade sertanista, além de perceber como intervinham nos processos de territorialização de povos indígenas.
Publicado
2014-11-25
Seção
Artigos