Cartografia histórica

  • Neimar Machado de Sousa

Resumo

Ao se enfatizar as fontes que os trabalhos históricos tomam por base em suas reflexões nem sempre consideram-se os mapas históricos como uma categoria dentro das fontes iconográficas.

As dificuldades em atualizar as informações cartográficas produzidas pelos jesuítas no século XVII referentes ao Itatim são inúmeras. Os mapas jesuíticos utilizam outro sistema de referênciae medida: a longitude era obtida através da medida em graus dos ângulos formados entre a distância dos astros e a linhado horizonte e depois convertida em léguas (a légua jesuítica édiferente da légua espanhola) e jornadas (distância percorrida por um dia de caminhada), medidas não sempre tão precisas.

Para o historiador, a atualização histórica dos mapas deve levar em conta problemas de interpretação. Isto ocorre porque os mapas como instrumentos de representação de lugares se tornam uma representação a ser interpretada.

Publicado
2014-11-18
Seção
Iconografia