Etnodesenvolvimento local: autonomia cultural na era do neoliberalismo global

  • Paul E. Little

Resumo

O artigo discute o conceito de etnodesenvolvimento local no contexto da proposta universalista do desenvolvimento econômico por um lado e do crescente reconhecimento da diversidade cultural por outro. Usando uma perspectiva antropológica, o texto analisa as variadas críticas levantadas contra o modelo hegemônico vigente de desenvolvimento junto com o surgimento de novas propostas para um etnodesenvolvimento centrado nas reivindicações e necessidades de determinados grupos étnicos da América Latina, com ênfase nos grupos indígenas do Brasil. Propõe que a noção de autonomia cultural esteja na base de qualquer programa de etnodesenvolvimento, ao mesmo tempo em que reconhece a necessidade do grupo étnico elaborar estratégias de interação com os mercados regional, nacional e internacional. O texto conclui com uma breve revisão tanto dos perigos quanto dos desafios da procura de um etnodesenvolvimento ambientalmente sustentável.
Publicado
2014-11-18
Seção
Artigos