O vôo do cara-cará a questão indígena na formação da fronteira oeste

  • Valmir Batista Corrêa

Resumo

O presente artigo pretende resgatar a importância estratégica desempenhada pelos Mbayá-Guaikurú, índios originários da região chaquenha, na formação geográfica da fronteira oeste portuguesa, no Novo Mundo, em especial, na região conhecida hoje como o estado de Mato Grosso do Sul. Participantes de um intenso processo migratório nesta região, foram durante longo tempo, através de sua ação guerreira e grande mobildade, a verdadeira barreira entre portugueses e espanhóis.

Referências

AZARA, Felix de. Descripcion y historia del Paraguay e del Rio de la Plata. Madrid, 1847.

AZARA, Felix de. Viajes por la América Meridional. Madrid: Espasa-Calpe, 1934. p. 67.

BALDUS, Herbert. Introdução, in: BOGGIANI, Guido. Os caduveos. Belo Horizonte: Itatiaia; São Paulo: USP, 1975. p. 23.

BASTOS, Uacury Ribeiro de Assis. A terra mbaiânica. I Simpósio Estadual de Pesquisa Histórica. Cuiabá, abr. 1973, mimeo. p. I.

BERTELLI, Antônio de Pádua. Os fatos e os acontecimentos com a poderosa e soberana Nação dos Índios Cavaleiros Guaycurús no Pantanal do Mato Grosso, entre os anos 1526 até o ano de 1986. São Paulo: Uyra, 1987. p. 19-20.

BRITO, Silvia Helena Andrade de. A questão indígena nos marcos da sociedade capitalista hoje: uma análise sobre os grupos Kadiwéu, Kaiowá-Guarani e Terena de Mato Grosso do Sul. Corumbá, nov. de 1994, dat., p. 2.

CAMELLO, João Antônio Cabral. Noticias praticas das minas do Cuiabá... Cuiabá: UFMT, 1975, p. 10.

CAMPOS, Antônio Pires de. Breve noticia que dá o capitão... do gentio barbaro que há na derrota da viagem das minas do Cuyabá e seu reconcavo. Revista Trimensal do Instituto Geographico e Ethnographico do Brasil. Tomo XXV. Rio de Janeiro: Typ de D. Luiz dos Santos, 1862. p. 441.

CARVALHO, Silvia M. Schmuziger. Chaco: encruzilhada de povos e “melting pot” e o sul-mato-grossense, in: CUNHA, Manuela Carneiro da (Org.). História dos índios no Brasil. São Paulo: Cia. das Letras; Fapesp, SMC, 1992. p. 467.

COELHO, Felippe José Nogueira. Memorias chronologicas da Capitania de Mato-Grosso..., in: Revista Trimensal de Historia e Geographia ou Jornal do Instituto Historico e Geographico Brazileiro. N. 18, 2o semestre de 1850. Rio de Janeiro: Typ. Universal de Laemmert, 1850. p. 147.

CORRÊA FILHO, Virgílio. História de Mato Grosso. Rio de Janeiro: INL, 1969. p. 151.

FIGUEIREDO, Lima. Índios do Brasil. São Paulo: José Olympio, 1949. p. 75.

HOLANDA, Sergio Buarque. Monções. Rio de Janeiro: Casa do Estudante do Brasil, 1945. p. 181.

LOPES, Joaquim Francisco. A bandeira de..., 1829-1839. In: Boletim do Departamento do Arquivo do Estado de São Paulo. V. III. São Paulo: Typ. do Globo, 1943. p. 91.

PRADO, Francisco Rodrigues. Historia dos índios cavalleiros ou da nação Guaycuru. Escripta do real presidio de Coimbra por..., in: Revista Trimensal de Historia e Geographia ou Jornal do Instituto Histórico Geographico Brasileiro. Tomo 1o, abr. 1839. Rio de Janeiro: Typ. Ass. do Despertador, 1839.

SERRA, Ricardo F. de Almeida. Continuação do parecer sobre os índios Uaicurús e guanás, etc. ... Revista Trimensal da Historia e Geographia ou Jornal do Instituto Historico e Geographico Brazileiro. Rio de Janeiro: Laemmart, 1850. p. 349.

VANGELISTA, Chiara. Los Guaykurús, españoles y portugueses em uma región de frontera: Mato, 1770-1830. In: Boletin del Instituto de Historia Argentina y America “Dr. Emilio Ravignani”. Tercera serie, num. 8, 2do semestre de 1993, p.70.

Publicado
2014-08-19
Seção
Artigos