TRAJETÓRIA DE UMA ESTUDANTE INDÍGENA KADIWÉU E TERENA QUE SE TORNOU PROFESSORA DE CRIANÇAS INDÍGENAS EM SUA ALDEIA

  • Edineide Bernardo Farias Mestranda no PPGE/UCDB. Professora na Escola Municipal Indígena
  • Alexina Rosa Figueredo da Aldeia Buriti, da etnia Terena

Resumo

Esse relato de minha trajetória como aluna em escolas indígenas e não indígenas, mostra minha experiência na área da educação escolar, experiência essa que me possibilitou assumir a responsabilidade de ser professora de crianças indígenas na aldeia Buriti da etnia Terena, da qual faço parte, trazendo uma descrição de meu cotidiano escolar desde os tempos iniciais numa escola da etnia Kadiwéu, da qual meu pai faz parte, passando por uma escola da etnia Terena, da qual minha mãe faz parte, bem como da experiência, algumas vezes até traumática, em escolas não indígenas nas cidades de Campo Grande, capital do estado de Mato Grosso do Sul e em Sidrolândia, município distante 70 km dessa capital e 30 Km da aldeia indígena Buriti, da etnia Terena, onde vivo desde os seis anos e onde pude iniciar minha carreira como professora na educação escolar indígena.
Publicado
2015-03-11
Seção
Escritos Indígenas