UM OLHAR ETNOGRÁFICO SOBRE OS DISCURSOS ECUMÊNICOS RELACIONADOS A MISSÕES, DESENVOLVIMENTO E POVOS INDÍGENAS

  • Maria Macedo Barroso Universidade Federal do Rio de Janeiro

Resumo

O artigo aborda os debates dentro do campo ecumênico protestante relacionados à definicação dos povos indígenas como sujeitos de direito na cena política contemporânea, examinando esta temática em sua relação com o campo da cooperação para o desenvolvimento. O argumento é construído a partir da constatação do peso dos aotres religiosos no aparato da cooperação, buscando-se identificar os discursos que têm dado suporte tanto a ações no terreno da advocacy quanto a intervenções voltadas a projetos de desenvolvimento junto aos povos indígenas. Para isto, realiza uma etnografia da Pré-Assembléia Indígena conduzida na X Assembleia do Conselho Mundial de Igrejas na Coréia do Sul, em 2013.

 

Biografia do Autor

Maria Macedo Barroso, Universidade Federal do Rio de Janeiro
Professora do Departamento de Antropologia Cultura - DAC do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais - IFCS da  Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ
Publicado
2015-03-12