Os Sabanê e os povos do Nambikwara do Norte: etnohistórias das ruínas da história e de recriações tardias

  • Edwin Reesink Antropólogo, Departamento de Antropologia e Museologia – PPGA - UFPE

Resumo

Resumo: O povo muitas vezes chamado de Nambikwara na realidade se compõe se segmentos que não de consideram parte de uma unidade mais abrangente com esse etnônimo. Esse artigo trata principalmente da história de um destes povos, os Sabanê, e também toca resumidamente em trajetórias históricas de alguns dos povos que compõem o ramo linguístico dos Nambikwara do Norte. Os Sabanê e vários destes povos do Norte (Lakondê, Tawaindê, Latundê, Tarundê) são bastante desconhecidos na literatura e foram duramente atingidos pelas eventos históricos dos últimos cem anos. Esboça-se aqui uma história social, cultural, linguística e política dos Sabanê e, resumidamente, seus vizinhos. Discuta-se, em particular, de como o tempo de Rondon, a situação por volta da expedição de Lévi-Strauss, a época da dispersão e do trabalho forçado, e a relocalização em Aroeira, produziram as ‘ruínas da história’. Somente nos últimos dez anos há iniciativas de recuperar a perda de território próprio e de criar condições sociais para revitalização linguística e para a recriação de práticas socioculturais distintivas.

Biografia do Autor

Edwin Reesink, Antropólogo, Departamento de Antropologia e Museologia – PPGA - UFPE
Antropólogo
Publicado
2016-02-22