Mobilidade, multilocalidade, organização social e cosmologia: a experiência de grupos Mbya- Guarani no sudeste brasileiro

  • Elizabeth Pissolato

Resumo

Esta comunicação apresenta algumas sugestões para a abordagem de temas presentes nos estudos sobre grupos Guarani, a partir de uma etnografia contemporânea desenvolvida junto a populações mbyaque se instalou, durante a década de 1990, no estado do Rio de Janeiro. Os pontos aqui levantados são questões a serem desenvolvidas em uma tese de doutorado e, a intenção, neste momento, é especialmente colocá-los em diálogo com outras realidades etnográficas e pontos de vista, em um fórum que reúne Antropologia, Arqueologia e História. Aqui o tema clássico das migrações ou da mobilidade guarani é proposto, sob novos termos, como locus privilegiado de acesso à cultura, permitindo uma abordagem interessante da organização social, da cosmologia, da definição de “pessoa”, assim como da percepção da condição de humanidade.
Publicado
2014-11-19
Seção
Artigos