Religiosos engajados e processos de identificação indígena no Ceará

  • Joceny de Deus Pinheiro

Resumo

O presente artigo explora o papel exercido por agentesmediadores - tais como religiosos, missionários e agentes pastorais ligados à Igreja Católica - na intensificação dos processos de identificação indígena que ocorreram nas décadas de 1980 e 1990, no Ceará. Apesar de comumente representado como unitário, autossuficiente e coeso, o movimento indígena que aí se forma é marcado por uma heterogeneidade de atores sociais e posições políticas, bem como por uma multiplicidade de discursos e práticas. Ao focar nisso, o artigo descreve os processos históricos que levaram à chegada e posterior permanência desses indivíduos, portanto explicando o impacto de sua presença nas comunidades locais em que atuaram, bem como as relações de tensão e colaboração que desenvolveram com outros mediadores em campo.
Publicado
2014-11-28