Relações interétnicas: (des)encontros entre Kaingang e imigrantes holandeses no século XIX em territórios das bacias hidrográficas Taquari-Antas e Caí, Rio Grande do Sul

Palavras-chave: Bacia Hidrográfica, conflitos interéntico, Kaingang, Holandeses

Resumo

Os territórios das Bacias Hidrográficas do Taquari-Antas e Caí inserem-se no nordeste do Estado do Rio Grande do Sul. Foram formadas pelas movimentações de grupos indígenas, africanos escravizados, europeus e seus descendentes, compondo um mosaico étnico e cultural diversificado. O estudo tem como objetivo analisar as relações estabelecidas entre grupos distintos que se movimentaram pelo mesmo espaço no século XIX, em particular, envolvendo relações entre indígenas Kaingang e imigrantes holandeses. No século XIX, os espaços entre o planalto sul-rio-grandense e as Bacias Hidrográficas do Taquari-Antas e do Caí compreendiam parte do tradicional território Kaingang, cujo grupo passou a manter relações de conflito ou aliança com o elemento europeu a partir da introdução de colonos que compunham as frentes de expansão criadas pelo Estado Nacional Brasileiro. Os imigrantes holandeses, introduzidos na segunda metade do século XIX, compuseram parte das referidas frentes de expansão, sendo instalados em colônias em formação na Província de São Pedro do Rio Grande do Sul. Nesse contexto colonizatório, ocorreram contatos interétnicos entre os referidos agentes históricos, cujas relações, na maior parte das vezes conflituosas, tiveram significados culturais distintos para cada um dos grupos.

Biografia do Autor

Luís Fernando da Silva Laroque, Universidade do Vale do Taquari - Univates
Doutorado em História. Professor e pesquisador do Programa de Pós-Graduação em Ambiente e Desenvolvimento e do Curso de Graduação em História da Universidade do Vale do Taquari - Univates, Lajeado, RS/Brasil.
Tiago Weizenmann, Professor da Universidade do Vale do Taquari - Univates
Doutor em História. Professor da Área das Humanidades e vinculado as pesquisas do Programa de Pós-Graduação em Ambiente e Desenvolvimento da Univates. 
Jéferson Luís Schäeffer, Universidade do Vale do Taquari - Univates
Bolsista de Iniciação científica da Univates. Graduando do Curso de Licenciatura em História.

Referências

AMSTAD, Theodor. Cem anos de germaneidade no Rio Grande do Sul (1824-1924). Tradução de Arthur Blasio Rambo. São Leopoldo: Ed.Unisinos, [1924] 1999.

BARBOSA, Fidélis Dalcin. Luís Bugre: o indígena diante dos imigrantes alemães. Passo Fundo: EST Edições,1977.

BARTH, Frederik. Os grupos étnicos e suas fronteiras. In: BARTH, Frederik; LASK, Tomke (Org.). O guru, o iniciador e outras variações antropológicas. Tradução de John Cunha Comerford. Rio de Janeiro: Contracapa, 2000. p. 25-67.

BECKER, Ítala Irene Basile. O índio Kaingáng no Rio Grande do Sul. São Leopoldo, RS: Instituto Anchietano de Pesquisas/UNISINOS, 1995.

CHRISTILLINO, Christiano. Estranhos em seu próprio chão: o processo de apropriações de terras na Província de São Pedro do Rio Grande do Sul (o Vale do Taquari no período 1840-1889). 2004. 374 f. Dissertação (Mestrado em História da América Latina) – Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS), São Leopoldo, RS, 2004.

CÓDICE 234. Registro de Entrada da família de Francisco Alberg, de 28 de novembro de 1858. Livro de registros de colonos chegado à Província de São Pedro do Rio Grande do Sul (1857-1863). Arquivo Histórico do Rio Grande do Sul (AHRS). Fundo Imigração, Terras e Colonização, n. 6-10, p. 64.

CÓDICE 234. Registro de Entrada da família de João Dierings, de 5 de setembro de 1858. Livro de registros de colonos chegado à Província de São Pedro do Rio Grande do Sul (1857-1863). Arquivo Histórico do Rio Grande do Sul (AHRS). Fundo Imigração, Terras e Colonização, n. 40-48, p. 43.

CÓDICE 234. Registro de Entrada da família de Lambert Vetzsteg, de 3 de outubro de 1858. Livro de registros de colonos chegado à Província de São Pedro do Rio Grande do Sul (1857-1863). Arquivo Histórico do Rio Grande do Sul (AHRS). Fundo Imigração, Terras e Colonização, n. 56-58, p. 47.

CÓDICE 313. Livro de lotes da Ex-Colônia Santa Maria da Soledade. Fundo Imigração, Terras e Colonização. Arquivo Histórico do Rio Grande do Sul (AHRS). Porto Alegre, [s.d.].

CONTRATO de 6 de fevereiro de 1855. Fundo Imigração, Terras e Colonização, maço 35, caixa 20. Arquivo Histórico do Rio Grande do Sul (AHRS). Porto Alegre, [s.d.].

CONTRATO de 30 de dezembro de 1854. Fundo Imigração, Terras e Colonização, maço 35, caixa 20, Arquivo Histórico do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, [s.d.].

CORREA, Sílvio Marcus de Souza. Multiculturalismo e fronteiras étnicas. In: BOEIRA, Nelson; GOLIN, Tau (Coord.). Império. Passo Fundo: Méritos, 2006.

DORNELLES, Soraia Sales. De Coroados a Kaingang: as experiências vividas pelos indígenas no contexto da imigração alemã e italiana no Rio Grande do Sul do século XIX e início do XX. Orientador: Eduardo Santos Neumann. 2011. 134 f. Dissertação (Mestrado em História) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul (URGS), Porto Alegre, RS, 2011.

GANSWEIDT, Matias José. As vítimas do Bugre. Porto Alegre: Selbach, 1946.

IECLB. Registro de Óbito de Lambert Ver Steeg, de 1º de dezembro de 1887. Acervo Genealogia RS. Livro de Registros Eclesiásticos – Óbitos (1872-1999), IECLB São Vendelino, n. 46. [s.d.].

IECLB. Registro de Casamento de Christian te Roller, de 18 de abril de 1876. Acervo Genealogia RS. Livro de Registros Eclesiásticos – Casamentos (1862-1864), IECLB São Vendelino, n. 13, p. 341. [s.d.].

IBGE. Mapa da Fundação Estatística e Econômica, do Cored do Vale do Caí. 2009. Disponível em: http://mapas.fee.tche.br/wp-content/uploads/2009/08/corede_vale_do_cai_2008_municipios.png>. Acesso em: 22 ago. 2017.

LANGENDONCK, Madame van. Uma colônia no Brasil. Tradução de Paula Berinson e introdução de Augusto Meyer. Florianópolis: Editora Mulheres, [1862] 2002.

LARAIA, Roque de Barros. Cultura: um conceito antropológico. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2003.

LAROQUE, Luís Fernando da Silva. Lideranças Kaingang no Brasil Meridional (1808-1889). São Leopoldo: Instituto Anchietano de Pesquisas/Unisinos, 2000. (Série Pesquisas - Antropologia, v. 56).

LAROQUE, Luís Fernando da Silva. Os Kaingangues - momentos de historicidades indígenas. In: BOEIRA, Nelson; GOLIN, Tau (Coord.). História geral do Rio Grande do Sul – povos indígenas. Passo Fundo: Méritos, 2009. p. 81-108. (V. 5).

LIVRO DE REGISTRO CIVIL – nascimentos (1821-1822). Registro de nascimento de 11 de novembro de 1822. Haarlem, Noord-Holland, Netherland, p. 151. Family Search. Disponível em: https://www.familysearch.org/ark:/61903/3:1:939Z-RTJH-2?i=341&wc=MCLW-HMH%3A341396101%2C341773201&cc=2020117. Acesso em: 22 ago. 2017.

MABILDE, Pierre. F. A. Booth. Apontamentos sobre os indígenas selvagens da Nação dos Coroados dos Matos da província do Rio Grande do Sul – 1836-1866. São Paulo: IBRASA, 1983.

MARTINS, José de Souza. Fronteira: a degradação do outro nos confins do humano. São Paulo: Hucitec, 1997.

OLIVEIRA, Roberto Cardoso de. Identidade, etnia e estrutura social. São Paulo: Pioneira, São Paulo, 1976.

PIRES, Karen Daniela. O trabalho escravo e suas implicações na paisagem urbana e rural de Taquari, Estrela e Santo Amaro/RS – final do século XIX. Orientadora: Neli Teresinha Galarce Machado. 2016. 182 f. Dissertação (Mestrado em Ambiente e Desenvolvimento) – Centro Universitário Univates, Lajeado, RS, 2016.

RELATÓRIO de 24 de fevereiro de 1868. Relatório da Diretoria Geral dos Índios. Arquivo Histórico do Rio Grande do Sul (AHRS). Porto Alegre, [s.d.].

RIEL, Cornelia Van; ZART, Helaine Gnoatto. A caminho da esperança: imigração holandesa de Não-Me-Toque. Não-Me-Toque, RS: RH Publicidades Ltda., 2011.

ROCHE, Jean. A colonização Alemã e o Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Globo S.A., 1969. (V. I).

ROOS, Ton; ESHUIS, Margje. Os capixabas Holandeses – uma história holandesa no Brasil. Barneveld, Países Baixos: Editora Koninklijke BDU Uitgevers, 2008.

SECRETARIA DO MEIO AMBIENTE E INFRAESTRUTURA (SEMA). Bacias hidrográficas do Rio Grande do Sul. 2017. Disponível em: https://www.sema.rs.gov.br/bacias-hidrograficas. Acesso em: 22 ago. 2017.

VEDOY, Moisés Ilair Blum. Contatos interétnicos: sesmeiros, fazendeiros, imigrantes alemães e indígenas Kaingang em territórios das bacias hidrográficas do Taquari-Antas e Caí. Orientador: Luís Fernando da Silva Laroque. 2015. 100f. Monografia (Graduação em História) - Centro Universitário Univates, Lajeado, RS, 2015.

VOLKSBLATT, Deutsches. Ein Brief aus dem Jahre 1832. Instituto Anchietano de Pesquisas São. Leopoldo, 1º maio 1934.

WOLF, Sidnei. Arqueologia Jê no alto Forqueta/RS e Guaporé/RS: um novo cenário para um antigo contexto. Orientadora: Neli Teresinha Galarce Machado. 2016. 341 f. Tese (Doutorado em Ciência: Ambiente e Desenvolvimento) – Centro Universitário Univates, Lajeado, RS, 2016.

WOODWARD, Kathryn. Identidade e diferença: uma introdução teórica e conceitual. In: SILVA, Tomaz Tadeu; HALL, Stuart; WOODWARD, Kathryn (Org.). Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. Tradução de Thomaz Tadeu da Silva. Petrópolis, RJ: Vozes, 2004. p. 7-72.

Publicado
2019-04-15
Seção
Dossiê 1: História Indígena, Etno-história e Indígenas Historiadoras/es: experiências descolonizantes, novas abordagens